domingo, 22 de fevereiro de 2015

Comunidade do Porto Piató, uma comunidade Turística será???

Entrada do Porto Piató.


http://4.bp.blogspot.com/-ZKcB3PBKrw8/Tw2jdmP3FHI/AAAAAAAABCo/jk7cy-vyELg/s400/IMG0974A.jpg
Placa que sinaliza a entrada do porto Piató.
                                         
Sejamos sinceros, a comunidade do Porto Piató, não tem uma entrada digna de uma comunidade turística, pra ser mais sincero ainda, não tem nem se que uma placa de sinalização tipo “Bem Vindo ao Porto Piató”, se prestamos atenção todas as comunidades que fica abeira da RN-016, tem uma placa de sinalização, menos é claro a comunidade turística do vale do Assú. A comunidade do Porto Piató fica localizada ao leste da lagoa do Piató, o seu próprio nome está relacionado ao fato de ser o principal porto de pescado e ser tipicamente uma comunidade de pescadores. Dista a 04 km de distância do município, sendo por isso o local mais frequentado pelos turistas. Com distância de 04 km de estrada carroçável dificultando assim o acesso a comunidade.

A comunidade do Porto Piató e reconhecida por ser uma comunidade turística no vale do Assú, infelizmente, só é conhecida, pois na verdade não é, pra começo de conversa, falta investimento e compromisso com o desenvolvimento daquela comunidade, antes de sair propagando e dizendo que a comunidade do Porto Piató é realmente uma comunidade turística deveria primeiro conhece-la,  deveria ter uma preocupação com donos de bares, restaurantes e quiosques, com esse tipo de pessoas deveria ter um treinamento, pois são essas pessoas que tem contato direto com os turistas.

Dez principais cartões postais do vale do Assú.

  Barragens Armando Ribeiro Gonçalves

http://www.robsonpiresxerife.com/wp-content/uploads/2011/01/barragem-armando.jpg 

Rio Piranhas-Açu

 http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/4/48/Rio_Piranhas-A%C3%A7u_-_RN.jpg 

 Ponte Felipe Guerra 

http://static.panoramio.com/photos/large/31115971.jpg

Lagoa do Piató

http://blogafonte.net.br/sites/blogafonte.net.br/files/lagoa_do_piato_ok.jpg 

Açude Mendubim
http://1.bp.blogspot.com/-hli69JyzgJg/UQRp45xc0vI/AAAAAAAAAdU/qLfwpalL1CA/s320/A%C3%A7ude+Mendubim.jpg 

Praça São João Batista 

http://1.bp.blogspot.com/-ccRYM1QyKkE/U0iZswcB_7I/AAAAAAAAB-I/6XkHggBPEMU/s1600/Pra%C3%A7a+S%C3%A3o+Jo%C3%A3o-7.jpg 

Casarões do Centro da Cidade 

http://natalbrasil.tur.br/wp-content/uploads/2014/06/galeria_112.jpg 

O Sobrado da Baronesa 

http://1.bp.blogspot.com/_I3qiPKmFiKc/Sn3HezyOl6I/AAAAAAAABBc/jYyDt7nQ_c4/s400/sobrado.bmp 
  
Baobás -  Lagoa do Piató 

https://c2.staticflickr.com/2/1035/1435110887_7d05745916.jpg 



LAJEDO DO TRAPIÁ

 


Lamentações - Relatos que marcaram o ano de 2014 sobre a seca da lagoa do Piató.

http://marcosdantas.com/wp-content/uploads/2015/02/PIATO-620x417.jpgDioclécio de Souza, representante da comunidade Porto do Piató, afirma que a pesca é a principal atividade dos moradores e lamenta os problemas que se instalaram devido ao baixo nível da lagoa.

“Hoje, o nível de água chega a, no máximo, um metro. Já cobramos os governos, solicitando a realização de limpeza, no canal que direciona água do Rio Piranhas-Açu para a lagoa, o que permitiria a elevação do volume de água”, destaca.

Dioclécio relata que em 1999 a Lagoa do Piató secou e a gestão estadual da época limpou o canal, proporcionado água para a lagoa e resolvendo o drama vivido pelos moradores. Segundo ele, o Porto do Piató é integrado por cinco comunidades e possui 150 famílias, dados que reforçam a necessidade de medidas urgentes.

“A lagoa serve para todo Vale do Açu. Dela já saiu peixes para o Ceará, Paraíba e municípios do Rio Grande do Norte. Por semana, chegamos a enviar de 4 a 5 mil quilos de peixes para Parnamirim e Ceará-mirim. A situação agora está se agravando cada vez mais. E como é que haverá turismo com a praça abandonada e a lagoa seca”, declara. Ele acrescenta ainda que, no período de carnaval, o Porto do Piató já recebeu até 7 mil pessoas. “Agora não vem ninguém nem mesmo no carnaval.”

Sonizete Alves, possui um quiosque na Logoa do Piató e, há dois anos, encontra dificuldades para vender. Atualmente, os estabelecimentos permanecem fechados durante a semana. Reabrem aos domingos, somente quando alguns clientes realizam encomendas. “A prefeitura prometeu cobertura para a parte externa dos quiosques, mas, até agora, nada. Nem mesmo a estrada de acesso à comunidade Porto do Piató foi pavimentada, continua no barro”, disse.

Maria de Fátima Pereira, mora no Porto do Piató com outras quatro pessoas. Também é dona de quiosque situado às margens da lagoa e expressa ansiedade quanto ao futuro da comunidade. “Eu tenho medo, porque, estando a lagoa seca, não tem alimento e, por isso, o sofrimento com a fome se torna muito grande”, frisou.


Antônia Alves, Pra mim ela representava tudo no mundo, hoje em dia é uma tristeza ver ela assim seca, quando eu olho pra dentro dela chega eu choro. Meu marido sai de madrugada de moto pra Touros, arriscando a vida pra ganhar uma mixaria. Quando a lagoa tava cheia, a coisa era diferente, ele vivia em casa, pescando. Uma lagoa dessa me faz falta demais”, .

Depois da Chuva - Comunidade Porto Piató



Mau cheiro incomoda moradores do Piató.



Devido à chuva que cai sobre a terra seca da lagoa do Piató, um cheiro muito forte toma conta de todo ambiente, trazendo incômodos aos moradores que vive as margens da lagoa. O mau odor que vem da terra seca da lagoa, chega a atingir quilômetros de distância, trazendo sobre si, uma onda de irritação e aborrecimento.


sábado, 21 de fevereiro de 2015

Principal cartão postal do vale do Assú!

Mais respeito com a minha comunidade!


 Neste ano, no período carnavalesco a comunidade do Porto Piató, encontrasse totalmente abandonada pelos poderes públicos, a comunidade do Porto Piató é considerada um dos principais cartões postais da cidade de Assú, tendo sobre si, o maior reservatório de água doce do estado do Rio Grande do Norte, os Baobás e também representa um monumento histórico, sendo ponto de referência de toda ocupação da região e das vastas caatingas nordestinas. É marco dos conflitos entre janduís e os colonizadores.


A comunidade do Porto Piató ficou conhecida por ter o melhor carnaval do vale de Assú no ano de 2012, quando no período carnavalesco conseguiu atrair mais de 10 mil foliões as margens da lagoa, porem nos anos de 2013 e 2014, o carnaval na comunidade foi desaparecendo juntamente com a lagoa, no final do ano passado no dia 16 de dezembro, a lagoa do Piató chegou com sua capacidade totalmente zerada. O reservatório com cerca de 18 quilômetros de extensão tem afetado negativamente cerca de 600 famílias que usavam suas águas como fonte de renda. RELEMBRE O CARNAVAL DE 2012 CLICANDO AQUI!



Segundo a lei Orgânica do município de Assu, a lagoa do Piató deveria ser mais observada e preservada por lei.

Art. 182 – São áreas de relevantes interesse ecológico, cuja utilização dependerá de prévia autorização dos órgãos competentes, preservados seus atributos essenciais:

I – as coberturas florestais nativas, especialmente quando em margens de rios, Córregos e lagoas;
 II – a lagoa do Piató;
 III – a gruta dos Pingos e seu complexo geológico;
 IV – o lajeado do sítio Trapiá;
V – A serra da Mutamba.

Obs: Que pena que a lei orgânica em Assú não e cumprida!